Sétima parcela do auxílio emergencial começa a ser paga amanhã

Por Valor Investe | Portal Gazetaweb.com     18/10/2020 10h46

Calendário de pagamentos segue a ordem do dígito final do número do NIS, habitual do programa, e vai até dia 30

Sétima parcela do auxílio emergencial começa a ser paga amanhã

FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A sétima parcela do auxílio emergencial de R$ 300 (R$ 600 para mães chefes de família) começa a ser paga na segunda-feira (19) para 16,3 milhões de beneficiários do Bolsa Família.

O calendário de pagamentos segue a ordem do dígito final do número do NIS, habitual do programa, sempre nos dez últimos dias úteis do mês.

Na segunda, recebem 1,6 milhão de beneficiários com NIS de final 1 e assim por diante (veja calendário completo abaixo) até 30 de outubro.

Os cadastrados no programa via Cadastro Único, aplicativo e pelo site do auxílio emergencial, estão recebendo a sexta parcela e vão receber as demais do auxílio emergencial e extensão de R$ 300 de acordo com calendário dos Ciclos criado pelo Ministério da Cidadania.

Calendários do auxílio nesta semana

Bolsa Família:

19 de outubro: NIS final 1;

20 de outubro: NIS final 2;

21 de outubro: NIS final 3;

22 de outubro: NIS final 4;

23 de outubro: NIS final 5;

26 de outubro: NIS final 6;

27 de outubro: NIS final 7;

28 de outubro: NIS final 8;

29 de outubro: NIS final 9; e

30 de outubro: NIS final 0.

Confira quantas parcelas do auxílio emergencial extensão você vai receber

  • Quem recebeu a primeira parcela em abril terá direito a mais quatro parcelas
  • Quem teve o auxílio aprovado em maio vai receber mais três parcelas
  • Quem recebeu a primeira parcela em junho ganha mais duas parcelas
  • Quem recebeu a primeira parcela em julho vai receber só mais uma parcela
  • Quem pertence ao programa Bolsa Família vai receber todas as quatro parcelas residuais de R$ 300

O Ministério da Cidadania divulgou o calendário da extensão do auxílio emergencial de R$ 300 (R$ 600 para mães chefes de família) para os beneficiários que não estão no programa Bolsa Família e definiu todas as datas para o pagamento do benefício até dezembro.

O governo manteve o sistema de pagamentos e saques por ciclos e por mês de nascimentos dos beneficiários, mas alterou os ciclos 3 e 4 e criou os ciclos 5 e 6 (veja calendários completos clicando aqui). O calendário de depósitos vai até 29 de dezembro e o de saques e transferências vai até 27 de janeiro de 2021.

Outra mudança é que nem todos os beneficiários considerados elegíveis nas cinco primeiras parcelas vão receber todas as parcelas do auxílio residual: 27 milhões de pessoas vão receber alguma das quatro parcelas da ajuda de R$ 300 ou R$ 600.