Pneus da Ferraria apresentam problemas diferentes para Kimi e Vettel

Por Globo Esporte     16/07/2017 17h50

Os dois carros da escuderia italiana sofreram com danos nos pneus a poucas voltas do fim da corrida

Problemas imprevisíveis com pneus na Ferrari foram diferentes

FOTO: Reprodução


















Quase ao mesmo tempo, os estouros de pneus nos dois carros da Ferrari no GP da Inglaterra nada tiveram a ver um com o outro, de acordo com a Pirelli. Enquanto o composto de Kimi Raikkonen começou a se desintegrar faltando duas voltas para o fim da prova deste domingo, o pneu de Sebastian Vettel simplesmente estourou na volta seguinte. O golpe foi duro na escuderia de Maranello, já que com dupla tendo de ir para os boxes fazer a troca, o finlandês caiu de segundo para terceiro, com o alemão despencando de quarto para sétimo, em Silverstone. E apesar de a falha em ambos os carros vermelhos ter acontecido no mesmo pneu - o dianteiro esquerdo - a fabricante italiana crê, após imediata análise preliminar, que foram duas situações distintas.

A Pirelli também investiga se o fato de Vettel ter travado as rodas ao disputar posições com Bottas pode ter contribuído para a falha em seu composto. Mas o pior de tudo é que a situação dramática simplesmente aconteceu dde forma imprevisível para os dois pilotos, sem a telemetria apontar quaisquer sinais que pudessem indicar uma falha, como revela a dupla da Ferrari.

"Tudo estava correndo mais ou menos tranquilo. A distância (para o Bottas) era tranquila. Duas voltas para o fim e não faço ideia do que aconteceu. Logo antes da curva 6 (Brooklands), embaixo do túnel, o pneu não explodiu, mas as camadas de borracha começaram a soltar. Eu não creio que tenha acertado alguma coisa, porque tudo estava normal até então. Por sorte consegui voltar e ainda terminei em uma boa posição. Fui muito azarado e, ao mesmo tempo, sortudo", afirma Kimi.

Vettel também falou da surpresa ao ver seu pneu estourando, mas evitou apontar culpados neste primeiro momento.

"Não creio que tenha um culpado em particular. Kimi também teve problemas e os pneus dele eram cinco ou seis voltas mais novos. Então creio que fomos pegos de surpresa", analisa Vettel.