Motorista é autuado duas vezes no mesmo dia por transporte clandestino em Maceió

Por Portal Gazetaweb, com Assessoria     13/09/2017 20h41

Na segunda abordagem, carro estava com passageiros que tiveram que buscar outros transportes para seguir viagem

Motorista é autuado duas vezes no mesmo dia por transporte clandestino 

FOTO: Divulgação / SMTT

O condutor de um Fiat Doblô foi flagrado e autuado duas vezes nesta quarta-feira (13) por transporte irregular de passageiros, conhecido como clandestino, na Av. Cachoeira do Meirim, no Benedito Bentes, parte alta de Maceió. 

De acordo com informações da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), durante a manhã, o veículo, com placa MUX-5594, da cidade de Branquinha, foi abordado pelas equipes da SMTT e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). 

O veículo estava plotado com um adesivo da Prefeitura de Maceió, mas foi identificado que o carro não tinha autorização para prestar serviços ao município. O motorista, identificado como Rozildo Lima, de 48 anos, foi levado ao 8° Distrito Policial e autuado por contravenção penal de usurpação de função pública, crime de menor potencial ofensivo previsto no artigo 324 do Código Penal.

Em seguida, como determina a legislação, o veículo foi liberado. No entanto, no início da noite desta quarta-feira, Rozildo foi flagrado pela segunda vez fazendo transporte clandestino. A abordagem aconteceu no bairro da Gruta de Lourdes. 

Ainda segundo informações da SMTT, na abordagem da manhã, nenhum passageiro estava no veículo. Já no bairro da Gruta, o veículo estava transportando passageiros, que foram desembarcados e precisaram buscar outros meios para seguir viagem. 

Apesar do veículo possuir placas vermelhas, o que caracteriza o uso para o transporte de passageiros, a SMTT explica que é proibido transitar efetuando transporte remunerado de pessoas quando não licenciado para esse fim, conforme o artigo 231, inciso VII do Código de Trânsito Brasileiro. 

Após consulta ao sistema, foi verificado que o veículo já foi apreendido e ficou 30 dias na SMTT.