PRF fará leilão de veículos apreendidos nesta sexta-feira

Por Redação com Ascom     20/09/2017 09h04

Entre os lotes, há sucatas de automóveis e motocicletas; apenas pessoa jurídica poderá dar lances

PRF vai leiloar sucatas de veículos apreendidos 

FOTO: Divulgação PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai promover, nesta sexta-feira (22), o primeiro leilão do ano de 2017 de veículos apreendidos. O evento terá início às 9h e acontecerá na Superintendência da PRF em Maceió, situada na Avenida Durval de Góis Monteiro, no bairro Tabuleiro dos Martins. Os 87 lotes serão leiloados como sucatas. 

No total, há 257 motocicletas e 18 veículos que foram recolhidos em fiscalizações aos pátios da PRF por apresentarem irregularidades diversas e nunca foram resgatados por seus proprietários. Eles serão vendidos como sucatas, não podendo ser colocados em circulação. Apenas pessoa jurídica poderá dar lances e adquirir os lotes, podendo utilizá-los para desmanche e reutilização de peças.

O leilão acontece de forma online e presencial. Os interessados já poderão fazer seus cadastros e dar seus lances através do site www.vipleiloes.com.br, assim como obter mais informações sobre o leilão. Para verificar o estado dos veículos pessoalmente, as pessoas podem se dirigir à sede da PRF/AL e agendar um horário.

No dia, os compradores devem estar munidos de identidade pessoal, além do contrato social e Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) da empresa. Caso não seja o representante legal, o comprador deve apresentar uma procuração. O pagamento é feito através de depósito bancário ou cheque. 

VEÍCULOS APREENDIDOS

A Lei nº 13.160, de 25 de agosto de 2015, alterou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em questões relacionadas à apreensão, remoção e leilão de veículos. Entre as medidas, o artigo 328 altera o prazo para que automóveis recolhidos em pátios sejam encaminhados para leilão, reduzindo de 90 para 60 dias.

Por isso a PRF solicita àqueles que tenham veículos recolhidos em seus pátios, que regularizem a irregularidade encontrada na fiscalização e se desloquem às Unidades Operacionais de Polícia (UOPs) para resgatar seu veículo e não ser surpreendido com a perda do bem.