Encontro das Nações Unidas na Alemanha discute mudanças climáticas

Por Gabriela Belintani | Enviada especial     14/11/2017 12h02

ONGs ambientalistas exigiram mais transparência frente aos compromissos do Acordo de Paris

Conferência acontece na cidade de Bonn, na Alemanha

FOTO: Divulgação

Aconteceu, no último dia 6, na cidade de Bonn, na Alemanha, o primeiro encontro da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre mudanças Climáticas (UNFCCC). O início da reunião foi marcado pela exigência, por parte de ONGs ambientalistas, de uma maior transparência frente aos compromissos das nações signatárias do Acordo de Paris.

Na cerimonia de abertura do evento presidido pelas Ilhas Fiji ocorreu uma apresentação dos chamados "guerreiros fijis".

A secretária-executiva da UNFCCC, Patrícia Espinosa, reforçou a importância da luta ambiental. "Vinte e cinco anos atrás, governos se reuniram no Rio 92 com este mesmo espírito. Trazendo a ideia de que o mundo precisava mudar o modo de lidar com as ameaças ao meio ambiente. Dessa simples ideia a convenção foi aceita e o movimento começou".

"Não podemos falhar com nosso povo". De maneira direta, Frank Bainimarama, primeiro-ministro das Ilhas Fiji, mostrou seu apelo em nome da população de um dos países insulares mais vulneráveis aos impactos resultantes das mudanças climáticas. 

Fora e dentro da reunião da COP o sentimento de esperança esteve presente. Ao lado externo, crianças e jovens unidos à Greenpeace pressionavam com cartazes para que os compromissos com relação a mitigação e adaptação às mudanças sejam feitos, enquanto internamente delegações estiveram otimistas quanto ao tema, mesmo com um cenário internacional marcado por tensão e adversidades.