CRB pode recorrer à dobra de laterais na partida deste sábado

Por Francisco Cardoso | Portal Gazetaweb.com     14/09/2018 15h13 - Atualizada às 14/09/2018 16h01

Nos treinos da semana, técnico Doriva fez experiência no setor esquerdo. Contra o Brasil-RS, Rafael Carioca pode ser utilizado no setor de meio-campo

Galo treinou na manhã desta sexta-feira no CT do Internacional

FOTO: Ascom/CRB

O CRB volta a campo às 16h30 deste sábado para mais um desafio pela Série B do Brasileiro, já em sua 27ª rodada. E para o confronto diante do Brasil-RS, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas, o Galo pode ir a campo com uma dobra de laterais no lado esquerdo, já que o treinador Doriva utilizou Paulinho e Rafael Carioca na equipe titular nos últimos treinamentos. Se isso for confirmado, Edson Ratinho deve mais uma vez ficar no banco de reservas, apesar da possibilidade de começar a partida, com Renan Oliveira seguindo entre os suplentes, para que o time visitante esteja mais fortalecido no quesito marcação. 

Com isso, o provável time do CRB tem João Carlos, Diogo Mateus, Everton Sena, Anderson Conceição e Paulinho; Claudinei, Luiz Otávio, Rafael Carioca e Renan Oliveira (Edson Ratinho); Neto Baiano e Iago.

E o elenco regatiano - do qual não mais fazem parte, em definitivo, o zagueiro Flávio Boaventura e o lateral Diego, que entraram em acordo com a direção regatiana e já deixaram o CT Ninho do Galo - ganhou uma motivação extra na luta contra o rebaixamento porque, nessa quinta, o Juventude perdeu para o Guarani, permanecendo no Z4: é o 18º, com 28 pontos, um a menos que o CRB. 

O clube praiano, por sua vez, mira a vitória fora de casa para subir na classificação após o duelo de "seis pontos", já que o Brasil é o 17º colocado, com 28 pontos.

O zagueiro Lázaro, que viajou com o grupo e, portanto, pode estrear já neste sábado à tarde, falou sobre seu novo clube e de suas características.

"A impressão é a melhor possível, não só pela estrutura física, mas também pelo elenco que possui. Sei da responsabilidade que é vestir a camisa do CRB e da torcida apaixonada que este clube tem. Sobre minhas características, gosto da bola aérea e de me comunicar dentro de campo", comentou Lázaro, que já jogou a Série B por outros três clubes: Vila Nova-GO, América-RN e Luverdense.

Doriva observa seus jogadores no último treino antes da partida contra o Brasil

FOTO: Ascom/CRB
Já o zagueiro Anderson Conceição, que está de volta ao time após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido contra o Avaí, disse o que esperar da partida deste sábado:

- Com certeza vai ser uma guerra porque o Brasil é forte dentro de casa e está precisando do resultado, assim como nós. Então, estamos esperando um jogo truncado, mas ganhamos a semana de inteira para treinar, e é batalhar até o final em busca da vitória. Afinal, Série C não passa na nossa cabeça.