Ferrari diz estar com as "portas abertas" para filho de Schumacher

Por Terra/John O'Brien     14/09/2018 16h22

Mick Schumacher corre no Campeonato Europeu de Fůrmula 3

FOTO: Reuters/Stephanie Lecocq
.jpg" data-hashtags="#radiogazetaweb #gazetaweb" style="width:40%;">

Pai do jovem de 19 anos conquistou cinco dos sete títulos mundiais de Fórmula 1 com a equipe italiana

Mick Schumacher corre no Campeonato Europeu de Fórmula 3

FOTO: Reuters/Stephanie Lecocq

O chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene, disse que a "porta de Maranello sempre estará aberta" para o filho de Michael Schumacher, Mick, se o promissor alemão seguir os passos do pai e chegar à Fórmula 1.

O pai do jovem de 19 anos conquistou cinco de seus sete títulos mundiais com a equipe italiana no período 2000-04, ajudando a transformar a Ferrari na escuderia mais bem-sucedida da categoria depois de mais de duas décadas sem um troféu de piloto.

Atualmente Mick Schumacher corre no Campeonato Europeu de F√≥rmula 3, e est√° sendo observado atentamente por v√°rias equipes de F1 desde que venceu seis de suas 10 √ļltimas provas.

"Quanto a Mick Schumacher, acho que o mais importante é deixá-lo crescer, sem criar pressão", disse Arrivabene aos repórteres no Grande Prêmio de Cingapura nesta sexta-feira.

"Os resultados recentes são muito, muito bons, e lhe desejo uma grande carreira. Com um nome destes, que escreveu páginas históricas da história da Ferrari, a porta de Maranello sempre está aberta".

"(Mas)... essa é uma decisão familiar, quer dizer, uma decisão da família Schumacher. Deixem o cara se divertir. Sempre repito isso: seja focado, concentrado, mas enquanto isso se divirta, e cresça lentamente, mas certamente, e depois veremos o futuro".

"Como você pode dizer 'não' em Maranello a um nome destes?"

O chefe da equipe Haas, Guenther Steiner, acha ser cedo demais para especular sobre o jovem piloto sem saber quais são seus planos para o futuro, e Frédéric Vasseur, da Sauber, acrescentou que é um passo enorme em relação à Fórmula 3.