Cuidadores de crianças com microcefalia têm dia de lazer

Por Marcos Rodrigues | Portal Gazetaweb.com     06/12/2018 19h44 - Atualizada às 06/12/2018 23h08

Atividade visa elevar autoestima e marcar momento de descontração

Famílias de bebês com microcefalia ganham dia de  lazer

FOTO: Divulgação

Depois de um ano de luta para estruturar a Associação Famílias de Anjos (Afaeal), familiares das 147 crianças que tem a Síndrome Congênita do Zika Vírus tiveram uma "tarde de lazer" nesta quinta-feira (6). 

A atividade foi realizada no Salão Floral, no Aldebaran, e contou com massagem, atendimento de manicure, alongamento, zumba e dança. De forma solidária, os filhos ficaram sendo cuidado com voluntários para que os cuidadores fossem atendidos. 

O evento foi idealizado justamente para atender as mães, avós, pais que são cuidadores das crianças. A ideia também é dar visibilidade à organização que visa fortalecer a atenção e a rede de atendimento das crianças.

Evento contou com aula de dança, sessão de massagem e dia de beleza

FOTO: Divulgação

Segundo a presidente da entidade, Alessandra Hora dos Santos, o objetivo é elevar a autoestima, principalmente das mães, que muitas vezes cuidam muito e se esquecem de cuidar de si.

"Só sabe quem cuida. É um trabalho duro, sem interrupção e 24 horas por dia. São crianças que, além do problema da má formação, também tem outras doenças, às vezes cardíacas, também com comprometimento da locomoção, da visão e audição. Têm muita sensibilidade ao barulho e mudam a rotina da casa completamente", disse Alessandra.

O foco total no cuidado com as crianças fez muitas mulheres se desligarem dos empregos. Em alguns casos, outras foram abandonadas pelos maridos. 

Há, ainda, os que resistem até ao pagamento de pensão alimentícia, porque as mães recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). 

O Ministério Público do Estado de Alagoas sabe dos problemas e dá suporte, sempre que necessário às ações, a fim de garantir dignidade e cuidado especializado para quem foi vítima da falha estrutural da cidade que não oferece saneamento para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. 

Cuidadoras aproveitaram um dia de beleza e receberam massagens

FOTO: Divulgação