Petistas e simpatizantes se reúnem em Jaraguá para comemorar soltura de Lula

Por Hebert Borges | Portal Gazetaweb.com     08/11/2019 21h20

Presidente do PT em Alagoas e deputado federal Paulão devem viajar a São Paulo para se encontrar com o ex-presidente

Ato em Maceió comemora a liberdade do ex-presidente Lula 

FOTO: FELIPE NYLAND

Poucas horas após a liberação do ex-presidente Lula da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, dezenas de partidários e apoiadores do ex-presidente se reuniram na praça Dois Leões, em Jaraguá para comemorar a liberdade do petista. A concentração aconteceu paralelamente à 9° Bienal Internacional do Livro de Alagoas. As palavras de ordem dos partidários se misturavam aos gritos dos simpatizantes que passavam pelo local. "Agora a gente volta a ser feliz", gritou um catador de material reciclável.

Na madrugada deste sábado (9), o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Alagoas, Ricardo Barbosa, e deputado federal Paulão devem viajar a São Paulo para se encontrar com Lula. De acordo com Barbosa, a expectativa é que o ex-presidente volte a percorrer o Brasil com uma pauta que possa tornar "o Brasil feliz de novo". Ele avalia também que a liberdade de Lula deve oxigenar as eleições municipais de 2020, que tem articulações em andamento.

Já o deputado Paulão avalia que a decisão do Supremo Tribunal Federal - que vetou a prisão após condenação em segunda instância - foi um "ato de coragem após tanta covardia". "A gente tava vendo ministros do Supremo de forma acovardada por essa onda conservadora coordenada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro", afirmou o parlamentar. "O Supremo teve coragem de retornar ao leito natural do rio e restaurar o estado democrático de direito". Para Paulão, a liberdade de Lula representa esperança para o povo brasileiro.

Petistas e simpatizantes se reúnem em Jaraguá para comemorar soltura de Lula 

FOTO: FELIPE NYLAND
ESPERANÇA

Em meio à festa, a professora e circense Peró de Andrade, de 66 anos, era uma das mais emocionadas. Ele contou que estava em casa acompanhando todo o desenrolar dos acontecimentos pelas redes sociais. "Eu ia infartar sozinha em casa de tanta alegria, por isso vim pra cá". Mesmo não sendo filiada ao PT, Peró diz que é simpatizante do partido e vota em Lula desde 1989. Para a professora, a liberdade do ex-presidente renova a alegria e esperança do povo brasileiro.

"Hoje é dia de extravasar minha felicidade. Meu partido é meu coração, e quero compartilhar minha felicidade, que é pela pessoa que ele [Lula] é e pelo presidente que ele foi", afirmou. Peró disse que está com a imunidade baixa por causa do tratamento contra um câncer, e o médico recomendou que ela não abraçasse as pessoas. "O abraço e a alegria curam", contestou.