Pelo Alagoano, CSA abre o placar, cede empate ao CSE e sai vaiado pela torcida

Por Debora Rodrigues | Portal Gazetaweb.com     13/02/2020 22h01 - Atualizada às 13/02/2020 23h08

Equipe maruja contou, mais uma vez, com problemas na defesa e na criação de jogadas

Pelo Alagoano, CSA abre o placar, cede empate ao CSE e sai vaiado pela torcida

FOTO: Ailton Cruz

O CSA recebeu o CSE, no Estádio Rei Pelé, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Alagoano, na noite desta quinta-feira (13). O Azulão chegou a abrir o placar no primeiro tempo, mas cedeu ao empate após bobeira da defesa. Com gol de Allano para o CSA e Juliano para o CSE, o jogo terminou empatado em 1x1.

Na estreia de Eduardo Baptista, o Azulão não conseguiu, mais uma vez, produzir boas chances e mostrou ainda precisar de alternativas no meio-campo para criar oportunidades de gol. A torcida do Azulão não perdoou a atuação do time e vaiou a equipe após o resultado.

O time marujo continua ocupando a primeira colocação do Alagoano, agora com 7 pontos. O Tricolor é o quinto, com três pontos.

O Azulão volta a entrar em campo pelo Estadual apenas no próximo sábado, dia 22, contra o Murici, às 17 horas, no Estádio José Gomes da Costa. Mas, antes disso, entra em campo pela Copa do Nordeste, neste domingo (16), contra o Botafogo-PB, às 18 horas, no Almeidão. 

Já o CSE joga também no domingo, pelo Alagoano, contra o CEO, às 16 horas, em Olho D'Água das Flores.

Time de Jaelson Marcelino mostrou boa postura reativa no segundo tempo

FOTO: Ailton Cruz

Primeiro tempo

A primeira etapa da partida começou morna. As duas equipes se estudaram muito e demoraram para chegar com perigo no ataque. O CSA demonstrou dificuldade na criação de jogadas e parou algumas vezes na defesa do CSE.

Logo aos 3 minutos, Wagner arriscou um chute de longe, mas a bola não assustou o goleiro Thiago Rodrigues, que apenas cobrou tiro de meta.

Aos 17', Yago caiu em campo e recebeu atendimento no gramado. Em seguida, o jogador precisou ser substituído e o técnico Eduardo Baptista chamou Jean Kléber para entrar em campo.

O CSA demorou a aparecer ofensivamente na partida, mas, na primeira vez em que chegou ao ataque, levou muito perigo à defesa Tricolor. Aos 20 minutos, Richard Franco tocou para Diego Maurício, que chegou chutando cruzado no gol. A bola passou raspando a trave.

Aos 25', novamente Diego Maurício, que recebeu passe de Rafinha, ficou cara a cara com Diogo e chutou no gol. O goleiro do CSE fez uma grande defesa que salvou o CSE.

No contra-ataque, aos 31', Rodrigo Pimpão, em velocidade, achou Richard Franco, que tentou tocar para trás, mas acabou errando o passe e deixando a bola para a defesa do CSE.

A partida voltou a ficar igualada e sem lances de perigo até o momento do gol do CSA, aos 41 minutos. Diego Maurício encontrou Allano, deu um belo passe para o atacante, que, na saída de Diogo, chutou e balançou as redes, assinalando 1x0 para o Azulão.

Atacante Allano abriu o placar e 'correu para os braços' da torcida azulina

FOTO: Ailton Cruz
Por conta do atendimento de Yago, o árbitro Márcio Oliveira chegou a dar mais cinco minutos de acréscimos, mas nenhum lance de perigo aconteceu.

Sob vaias

O Tricolor, atrás do placar, foi quem começou a segunda etapa elétrico. Com 1 minuto, Goiabinha recebeu um belo passe na área, ficou cara a cara com Thiago Rodrigues, e chutou. O goleiro azulino fez uma bela defesa.

O Azulão não demorou muito para responder. Três minutos depois, Diego Renan conduziu a bola até a linha de fundo e cruzou para Rodrigo Pimpão na área. O atacante emendou um voleio, que, em seguida, foi cortado pela zaga do CSE.

O jogo começou a ficar morno e os dois técnicos decidiram fazer alterações na tentativa de dar um gás novo. Pelo CSA, Rafael Bilu entrou no lugar de Allano, enquanto no CSE, Roni saiu para a entrada de Sardinha.

E a mudança do técnico Jaelson Marcelino trouxe mais efeito em campo. Aos 17', após cruzamento rasteiro, Luciano Castán cortou errado e a bola sobrou para Juliano, que mandou um chutaço e empatou a partida: 1x1.

Após falha da defesa, Juliano empatou o jogo para o Tricolor

FOTO: Ailton Cruz
O estreante Eduardo Baptista ainda chegou a fazer a última substituição do time marujo, aos 20 minutos, com Bruno José entrando no lugar de Richard Franco.

Aos 27', Diego Renan avançou, cruzou para Diego Maurício, que perdeu uma grande chance mandando a bola por cima do gol de Diogo.

Dois minutos depois foi a vez do CSE responder. Val cobrou escanteio, a defesa do CSA afastou e, na sobra, o meia bateu direto para o gol. Thiago Rodrigues fez uma grande defesa.

A torcida do Azulão começou a perder a paciência com a equipe e começou a vaiar os jogadores. Nos toques de bola do time do CSE, o grito de 'OLÉ' ecoava das arquibancadas.

Sem mais lances de perigo na partida, a primeira impressão que ficou para o técnico Eduardo Baptista é que ele terá um bom trabalho pela frente.

Time não deixou uma boa impressão na estreia do técnico Eduardo Baptista

FOTO: Ailton Cruz


















CSA - Thiago Rodrigues; Diego Renan, Alan Costa, Luciano Castán, Rafinha; Yago [Jean Kléber], Geovane, Richard Franco [Bruno José]; Allano [Rafael Bilu], Diego Maurício e Rodrigo Pimpão.

CSE - Diogo; Roni [Sardinha], André Nunes, Jadson, Evandro; Ramos, Lucas, Val; Juliano[Damião], Filipe André e Goiabinha.

Árbitro - Márcio dos Santos Oliveira (FAF).

Assistentes - Esdras Mariano de Lima (CBF/AL) e Wellington Thiago de Almeida (FAF). 

Confira a galeria da partida.